Televendas
24 2291-9190 | 24 2291-9171

Viver bem com alimentos orgânicos

por Nara Corona

beterraba-organica-sitio-do-moinho.jpg

Talvez a raiz com a mais linda cor! Um tom de vermelho que passa pelo roxo e pelo rosa, criando uma cor única, a cor de beterraba. Os responsáveis por essa coloração são os pigmentos naturais chamados Betalaínas. A beterraba é a principal fonte desse pigmento, que se divide em dois grupos, um de cores amareladas a Betaxantina e outro de cores avermelhadas, a Betacianina. Ambos estão presentes na estrutura da beterraba, mas cerca de 95% são betacianinas, daí a sua cor exuberante! E o que fazem essas substâncias de cores lindas e nomes estranhos? Sua mais importante propriedade funcional, e a ação antioxidante natural, segundo estudos mostrou uma grande capacidade de proteger as frações LDL do colesterol, evitando que fossem oxidados, diminuindo os danos oxidativos aos lipídios do corpo. Mas elas são solúveis em água o que significa que se cozinharmos a beterraba esses compostos se perderão. Uma forma de preservá-los no cozimento, é cozinhar a raiz com a casca, ou mesmo no vapor, assim a perda se torna bem menor.

Sua fama de ser rico em ferro, não passa da fama, em 100g de beterraba encontramos cerca de 0,3mg desse mineral, em contrapartida as quantidades de manganês e vitamina C são bastante consideráveis. Além de zinco e ácido fólico.

As melhores formas de preservar todos esses nutrientes da beterraba, inclusive a quantidade de fibras, é consumindo na forma crua, seja ralada, ou batida em sucos. Mas se precisar cozinhá-la jamais exagere na quantidade de água a não ser que essa água possa ser aproveitada.

A quantidade de carboidratos também é considerável, não é por menos que é possível extrair açúcar da beterraba! Mas se for consumida sem exageros esse açúcar ficará equilibrado depois de absorvido por causa da quantidade de fibras presentes nessa raíz, que retardam a absorção da glicose controlando a passagem para a corrente sanguínea.

Bolo de beterraba orgânica:

Ingredientes:

  • 2 ½ xícaras de farinha de trigo peneirada
  • 2 xícaras de açúcar cristal orgânico
  • 1 colher de sopa de fermento em pó
  • 3 ovos orgânicos
  • 2 beterrabas orgânicas médias descascadas (cruas)
  • ½ xícara de óleo de coco extra virgem orgânico

Modo de preparo:

  1. Em uma tigela, junte a farinha, o açúcar e o fermento
  2. No liquidificador, bata as beterrabas, o óleo e os ovos
  3. Misture então a parte líquida com o conteúdo da tigela e mexa devagar até virar um creme de cor rosa forte homogêneo.
  4. Unte um tabuleiro com óleo de coco, despeje a massa e leve ao forno pré aquecido a 180 graus.
  5. Espere 30 minutos e retire seu bolo!

 

Referências Bibliográficas:

Pigmentos Naturais Bioativos
ANA CAROLINA PINHEIRO VOLP; ISIS RODRIGUES TOLEDO RENHE; PAULO CÉSAR STRINGUETA
Alim. Nutr., Araraquara, v.20, n.1, p. 157-166, jan./mar. 2009

Tabela brasileira de composição de alimentos (TACO)
NEPA-UNICAMP.- Versão II. – 2ª ed.
NEPA-UNICAMP, Campinas, SP: 32-33, 2006.

Efeito do processamento no potencial antioxidante de fenólicos de beterraba (Beta vulgaris L.) DORIVALDO DA SILVA RAUPP
Ciênc. Tecnol. Aliment. vol.31, n.3, pp. 688-693. 2011. ISSN 0101-2061.

Recomendamos para você:

Quer saber mais sobre o Sítio?

Receba nossas novidades

Nome:

E-mail: